Nenhuma imagem disponível

Posicionamento - MSC Opera

MSC Cruzeiros  |  07 Mar, 2020

ATUALIZAÇÃO: 7 de março de 2020


Esta tarde, o MSC Opera chegou ao porto de Messina, na Itália, conforme programado. Depois de passar por uma avaliação médica formal, conforme o protocolo habitual, que inclui verificações preventivas individuais nos passageiros e tripulantes, o navio foi liberado para o desembarque.


Antes de atracar, também de acordo com o protocolo, o comandante do navio compartilhou com as autoridades de saúde locais detalhes de seus registros médicos, mostrando que nenhum passageiro ou tripulante reportou estar (ou ter estado) com sintomas semelhantes à gripe.


Os navios passam, regularmente, por essas etapas como parte do processo de liberação, antes de receber permissão para iniciar o desembarque. O MSC Opera já havia recebido autorização médica das autoridades de saúde locais relevantes em cada porto em que ele fez escala ao longo do itinerário atual e do anterior.


Os procedimentos aplicados hoje em Messina, já estavam alinhados com a nova proposta do protocolo nacional, no qual as autoridades italianas estão trabalhando atualmente para fortalecer ainda mais e alinhar todos os procedimentos locais para proteger a saúde dos passageiros e também das comunidades locais. Esta proposta de protocolo também está bastante alinhada com as diretrizes da CLIA e foi elaborada com base nelas, conforme já adotado por todos os membros.


ATUALIZAÇÃO: 6 DE MARÇO DE 2020
 
Conforme anunciado pelo gabinete do Primeiro Ministro de Malta, a MSC Cruzeiros concordou em desviar o itinerário do MSC Opera para apoiar o desejo das autoridades locais de evitar perturbações públicas desnecessárias. Essa infeliz situação foi causada localmente por informações incorretas que circularam sobre as condições médicas do navio.
 
Em sua declaração, o Primeiro Ministro também enfatizou que a análise dos registros médicos do navio confirmou seu atestado de boa-saúde - e que “não há nenhum caso de Coronavírus a bordo do MSC Opera” - também apoiado pelo fato do MSC Opera ter sido liberado por autoridades de saúde locais, em cada porto em que o navio fez escala antes de hoje, durante este cruzeiro.
 
O próximo porto de escala do MSC Opera será em Messina, na Itália, no domingo, conforme programado.
 
Atualmente não há passageiros ou tripulantes a bordo do navio que tenham ou tiveram algum sintoma de gripe.
 
A saúde e a segurança de nossos passageiros e tripulantes sempre serão nossa principal prioridade.



ATUALIZAÇÃO: 5 de março de 2020

O MSC Opera atracou hoje, quinta-feira, 5 de março, no porto de Corfu, na Grécia, conforme programado.

O navio da MSC Cruzeiros tem 1.579 hóspedes e 723 tripulantes a bordo; um total de 2.302 pessoas, e todas foram autorizadas a desembarcar, conforme o planejado.

Em nenhum momento os hóspedes ou os tripulantes foram colocados em quarentena e todos puderam usar livremente as instalações e restaurantes do navio antes de partir de Pireu, na Grécia, ontem, com destino a Corfu. As autoridades de saúde de Corfu embarcaram no navio logo depois que ele atracou, como foi o caso de ontem em Pireu, para revisar os registros médicos completos do navio, uma prática marítima comum. As autoridades consideraram que o navio não precisava de medidas de saúde adicionais, além das rigorosas medidas preventivas já existentes.

Ontem, no porto de Pireu, as autoridades gregas realizaram uma avaliação do navio e deram permissão para navegar para Corfu.

Os hóspedes e os tripulantes permaneceram a bordo do navio, ontem, por três horas, enquanto as autoridades conduziam uma revisão completa dos registros médicos do navio.

A verificação foi feita para avaliar se outras medidas de saúde deveriam ser implementadas a bordo após reporte de que um passageiro, que havia desembarcado no navio seis dias atrás, havia testado positivo para o COVID-19, dois dias após retornar à Áustria pelo norte da Itália.

Não há nenhum caso de doença reportado hoje e nem ontem, entre os 2.302 passageiros e tripulantes.


ATUALIZAÇÃO: 4 de março de 2020

As autoridades de saúde da Áustria nos informaram hoje que um passageiro de nacionalidade austríaca, que viajou conosco no MSC Opera no Mediterrâneo Oriental, de 17 a 28 de fevereiro, testou positivo ontem, 3 de março, para o COVID-19. Este passageiro retornou diretamente à Áustria pelo norte da Itália em 28 de fevereiro, imediatamente após o desembarque de seu cruzeiro em Gênova, na Itália.

Hoje mais cedo, o MSC Opera chegou em Pireu, na Grécia, e informamos prontamente as autoridades de saúde do país sobre esse caso reportado e solicitamos suas orientações. Ao mesmo tempo, solicitamos que os passageiros, como medida de preventiva, permanecessem a bordo enquanto aguardávamos orientações das autoridades locais.

Compartilhamos com as autoridades de saúde locais os registros médicos completos do navio, assim como os registros médicos e do histórico de viagens do ex-passageiro austríaco.

As autoridades de saúde gregas deram permissão ao MSC Opera, por volta das 13:00 CET para partir de Pireu, na Grécia, e continuar sua viagem para o próximo porto programado em Corfu, também na Grécia. Não foram necessárias medidas adicionais de saúde e o navio está atualmente navegando conforme o planejado.

Atualmente, não há passageiros ou tripulantes a bordo do navio que tenham reportado sintomas semelhantes aos da gripe.

A saúde e a segurança de nossos passageiros e tripulantes sempre serão nossa principal prioridade.